Desafios da carreira são lembrados na abertura do 33º ENPR

Evento reuniu mais de 300 membros do MPF

Solenidade realizada na noite de ontem, 29, marcou a abertura do 33ª Encontro Nacional dos Procuradores da República (ENPR). O evento reuniu mais de 300 membros do MPF para debater o tema "Ações do estado contra as drogas: repressão, descriminalização e crime organizado - A experiência internacional e os limites das novas políticas". Confira o áudio da cerimônia.

O presidente da ANPR, José Robalinho Cavalcanti, saudou os presentes e lembrou que o ENPR é tempo de congregar, refletir e debater. "É um rito de renovação da carreira a cada ano", ressaltou. Em uma análise do cenário atual, o presidente lembrou que os procuradores da República têm a missão de defender a Constituição, a ordem jurídica, os direitos difusos e indisponíveis. 

Limites orçamentários e projetos de lei que podem comprometer o trabalho do MPF foram alguns dos desafios e retaliações citados por Robalinho. "São dificuldades financeiras reais, mas também ataques às magistraturas nacionais e à capacidade de investigação travestidos de boas intenções", alertou.

O Vice-Procurador-Geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada, representou o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, na solenidade. Ele chamou atenção para os problemas que afetam a instituição e a sociedade. "O país atravessa mudanças políticas e econômicas. O pano de fundo do cenário é desafiador: a corrupção, a disfuncionalidade do sistema político e as deficiências econômicas", disse.

Estiveram presentes também os presidentes das Associações do MPU: Norma Cavalcanti (Conamp), Ângelo Fabiano da Costa (ANPT), Giovani Rattacaso (ANMPM) e Elísio Teixeira (AMPDFT), bem como o representante da Ajufe, Fábio Moreira Ramiro, o Diretor-Geral da Fundação Pedro Jorge, Alexandre Camanho, e conselheiros do CNMP e do CNJ. O prefeito da cidade de Mata de São João, Marcelo Oliveira, também prestigiou a solenidade.

Memórias do MPF - Na ocasião, a Diretora Cultural da ANPR, Zani Cajueiro, apresentou o projeto Memórias do MPF. A iniciativa reúne entrevistas de 20 membros do MPF aposentados para contar a história da instituição.

Segundo Zani Cajueiro, o intuito do projeto é resgatar a sensação de pertencimento. "Os aposentados têm muito a nos dizer. É um presente dos aposentados para nós, associados", comemorou a diretora.

Confira os vídeos do projeto no site da ANPR.

Acesse também o áudio da cerimônia.