Nota de esclarecimento sobre uso indevido de imagem

Imagem de membro do MPF foi equivocada

Brasília (23/11/2016) – A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) vem a público esclarecer que o procurador regional da República Luiz Carlos dos Santos Gonçalves (foto) nada tem a ver com a Operação Ethos, realizada ontem, 22, pela polícia e o Ministério Público de São Paulo.

Alguns veículos de comunicação utilizaram a foto do atual procurador regional eleitoral em São Paulo como sendo a do vice-presidente do Conselho de Direitos Humanos de São Paulo, Luiz Carlos dos Santos, preso nesta terça-feira. A despeito de os nomes serem semelhantes, são de fato pessoas distintas. Como resultado do equívoco, compartilhado nas mídias sociais, o procurador recebeu diversas ameaças.

Membro do Ministério Público Federal há 21 anos, o procurador Luiz Carlos dos Santos Gonçalves é uma referência dentro e fora da instituição, seja por sua capacidade técnica, seriedade e empenho, seja pela forma como já atuou na relatoria da reforma do Código Penal e em temas importantes para o combate à corrupção.

Sendo assim, a ANPR deplora tamanho equívoco e falta de responsabilidade. Tem o procurador Luiz Carlos dos Santos Gonçalves a solidariedade e apoio de todos os membros do MPF.

José Robalinho Cavalcanti

Procurador Regional da República

Presidente da ANPR