Extrateto: Frentas divulga nota contrária à proposta

Grupo defende um amplo debate

Preocupada com a tramitação de propostas que ameaçam membros do Judiciário e do Ministério Público, a Frentas fez reunião nesta terça-feira, 13, para definir estratégias de atuação. O diretor de Assuntos Legislativos da ANPR, Ângelo Goulart, participou do encontro.

O grupo discutiu as proposições aprovadas na Comissão do Extrateto do Senado Federal que podem ser deliberadas em Plenário. Em nota pública, divulgada hoje, a Frentas pede que o PL nº 449/2016 seja retirado de pauta. Segundo o texto, o projeto “não estabelece teto às parcelas remuneratórias de parlamentares ou funcionários do Legislativo, nem tampouco ao Executivo, desconsiderando reiteradas notícias de extrapolação do teto em tais Poderes”.

O documento enviado aos senadores defende a necessidade de uma discussão mais aprofundada sobre o teto remuneratório, com o intuito de ser aplicado a todos os Poderes.

A reforma da previdência foi outro tema debatido. O grupo pretende reunir-se com o Instituto Brasileiro de Atuários (Iba) para tratar do assunto.

Confira a íntegra da nota.