Reforma da Previdência: Frentas é contra proposta

Grupo definiu estratégias

Nesta quarta-feira, 11, a Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas) promoveu reunião para definir estratégias de atuação referentes à Reforma da Previdência. O presidente da ANPR, José Robalinho Cavalcanti, esteve presente.

O grupo manifestou posição contrária à proposta, que deve ser analisada na Câmara dos Deputados em fevereiro. Robalinho defendeu um tratamento técnico ao tema. “Precisamos pensar nas emendas e apresentar argumentos fortes”, salientou.

A questão será tratada em três frentes: jurídica, política e de comunicação. Para isso, foram criadas subcomissões que ficarão responsáveis por cada área. No âmbito jurídico, serão preparadas notas técnicas; no político, será planejada uma agenda de visitas parlamentares; e no que tange à comunicação serão pensadas estratégias de debates nas redes sociais para alertar os riscos da reforma.