Silvio Amorim e ANPR visitam senadores

O nome deve passar por sabatina na CCJ e votação no Plenário do Senado

O procurador regional da República Silvio Amorim voltou ao Senado Federal nesta quarta-feira, 2, para dar continuidade às reuniões de apresentação de sua indicação para o cargo de conselheiro do CNMP. O presidente da ANPR, José Robalinho Cavalvanti, e o Secretário de Relações Institucionais da PGR, Peterson de Paula, acompanharam as reuniões. Entre os parlamentares que receberam visita de cortesia de Silvio Amorim estavam o relator da indicação na CCJ do Senado, Eduardo Amorim (PSC/SE), e o senador Jader Barbalho (PMDB/PA).

Na tarde de ontem, Amorim conversou com diversos senadores: Randolfe Rodrigues (REDE/AP), Antônio Valadares (PSB/SE), Antônio Anastasia (PSDB/MG), Cristovam Buarque (PPS/DF), Humberto Costa (PT/PE), Lindbergh Farias (PT/RJ), Reguffe (Sem Partido/DF), José Pimentel (PT/CE), Vanessa Grazziotin (PC do B/AM),  Magno Malta (PR/ES), Davi Alcolumbre (DEM/AP), Valdir Raupp (PMDB/RO), Roberto Muniz (PP/BA), Paulo Paim (PT/RS), José Maranhão (PMDB/PB) e Simone Tebet (PMDB/MS), Maria do Carmo Alves (DEM/SE), Roberto Muniz (PP/BA) e Cássio Cunha Lima (PSDB/PB).

No dia 12 de julho, a Comissão de Constituição e Justiça da Casa fez a leitura do parecer do relator, Eduardo Amorim, que se manifestou favoravelmente à indicação. Agora, o nome deve passar por sabatina na CCJ e votação no Plenário do Senado, onde é necessário obter a maioria absoluta dos votos. Amorim é membro do MPF desde 2002, e foi o mais votado na lista tríplice, com 481 votos.

O Plenário do Senado apreciou hoje a indicação de dois conselheiros do CNMP. Com 52 votos favoráveis, 4 contrários e 2 abstenções, os senadores aprovaram o procurador regional do Trabalho Sebastião Vieira Caixeta para compor o Conselho. Já a indicação do subprocurador-geral de Justiça Militar, Marcelo Weitzel Rabello de Souza, contou com 55 votos favoráveis, 2 contrários e 3 abstenções.