Nota de Repúdio - Declarações do ministro Gilmar Mendes

ANPR manifesta apoio a Rodrigo Janot e Eduardo Pelella

 

Brasília, 26/10/2017 – A ANPR vem a público, mais uma vez, repudiar as críticas pessoais recorrentes lançadas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes contra o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot e o procurador regional da República Eduardo Pelella. É lamentável sob todo e qualquer aspecto que um Ministro do STF use a sua posição, de forma reiterada, para desferir ataques pessoais e desenvolver o que a esta altura é claramente uma agenda particular, sem qualquer relação com suas funções ou com o interesse público. Ao assim agir, o ministro Gilmar Mendes compromete o trabalho desenvolvido pela própria Suprema Corte do país.

Chamar de delinquentes pessoas que sequer respondem por qualquer investigação é indevido e irresponsável. Críticas pessoais e sem base e ataques a honra de cidadãos e agentes públicos são absolutamente descabidos.

Repita-se: nenhuma investigação há sobre os Membros do MPF citados pelo ministro do Supremo, porquanto é gratuita, descabida e leviana a comparação dos mesmos a delinquentes.

No caso, ao dedicarem-se por 4 anos ao exercício de suas atribuições constitucionais, Rodrigo Janot e Eduardo Pelella prestaram grande serviço ao país no que se refere ao combate à corrupção e têm o apoio dos procuradores da República.

 

José Robalinho Cavalcanti

Procurador Regional da República

Presidente da ANPR