ANPR lamenta assassinato da vereadora Marielle Franco

Associação se solidariza com familiares e população do RJ

Brasília (15/03/2018) – A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) vem a público lamentar, consternada, o assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Pedro Gomes, ocorridos ontem, 14, no Rio de Janeiro (RJ). Os procuradores da República solidarizam-se, antes de mais nada, com os familiares e amigos, mas também com os moradores do estado do Rio de Janeiro, que, além da lastimável perda, enfrentam grave crise na segurança pública.

A tragédia de mais dois homicídios, desta feita sem aparente relação com crimes patrimoniais – e portanto com padrão de execução, a ser confirmada em investigação técnica e isenta –, deixa ainda mais a nu o esgarçamento do estado e a urgência de cuidado com a sociedade e com a segurança pública.

Marielle Franco era uma importante líder política na defesa dos direitos humanos e combatente às mazelas sociais e à violência no Rio de Janeiro. Calar vozes críticas e corajosas é um objetivo comum do crime organizado e não pode ser admitido. A apuração e posterior processamento e punição dos responsáveis urgem e se impõem como condição para que não decaia o estado de direito.

Os procuradores da República, como os demais membros da Magistratura nacional, confiam e aguardam a rigorosa investigação dos fatos.

 

José Robalinho Cavalcanti

Procurador Regional da República

Presidente da ANPR