Simpósio na ESMPU celebra mês do índio e destaca proteção aos direitos fundamentais

Um dos assuntos abordados foi a busca de soluções para problemas de índios em situação de isolamento, em áreas urbanas e em locais fronteiriços

 
Começou nesta quinta-feira (12), o simpósio Desafios e perspectivas sobre temas atuais dos direitos indígenas no Brasil, promovido pela Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU). A programação vai até sábado, dia 14, no Auditório Pedro Jorge I (ESMPU). A procuradora-geral da República, Raquel Dodge participou da abertura do evento.  
 
“É importante destacar que a posição do Ministério Público, por meio da 6CCR, tornou-se um marco na defesa dos direitos indígenas e baseia-se em três eixos de valorização: a auto-organização dos índios, a dignidade da pessoa humana e a sustentabilidade. Os desafios para eliminar os problemas que cercam os povos indígenas são inúmeros”, ressaltou a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, durante a mesa de abertura do simpósio.
 
Em quatro painéis temáticos, o evento reúne especialistas, representantes de estatais, de órgãos e associações indígenas, estudantes, membros e servidores do Ministério Público da União (MPU) para tratar de questões relacionadas à identidade, mobilidade, territórios, violência e outros assuntos que afetam as comunidades tradicionais. Um dos focos é buscar soluções para problemas de índios em situação de isolamento, em áreas urbanas e em locais fronteiriços.
 
O evento marca a comemoração do Dia do Índio (19 de abril) e faz parte da mobilização #ABRILindígena. A programação conta também com a exposição fotográfica Identidade indígena no Brasil contemporâneo. A mostra com 15 fotografias do repórter fotográfico Leonardo Prado retrata o cotidiano de diversas etnias indígenas do Brasil. A exposição é gratuita e permanecerá na ESMPU até 20 de abril.
 
Acesse o edital  e a programação  do evento