ANPR participa da inauguração da Sala dos Membros Eméritos

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ressaltou que a ação é para garantir cada vez mais dignidade aos membros

A ANPR participou, no início da noite desta segunda-feira (11), da inauguração da Sala dos Membros Eméritos da Procuradoria-Geral da República. Com conforto e estilo, o espaço tem a intenção de acolher o membro vitalício do Ministério Público e oferecer um ambiente de convivência e reaproximação com a instituição.

O Diretor de Aposentados da ANPR, Celso Roberto da Cunha Lima, agradeceu a oportunidade de os aposentados terem um espaço destinado a eles e reivindicou que o MPF honre cada vez mais àqueles que contribuíram para a fundação e o desenvolvimento da instituição. ?Que todos os aposentados possam dizer com orgulho a todos os parentes, vizinhos e amigos: 'Eu ajudei a construir esse Ministério Público, que hoje, graças às sementes que plantei, se constitui numa das instituições mais respeitadas do Brasil'?, comentou.

 

 

Representando os procuradores-gerais da República aposentados, Aristides Junqueira fez um emocionado discurso relembrando a história daqueles que fundaram o MP e ressaltou a importância de que os membros da ativa também usem a Sala dos Membros Eméritos para compartilharem experiências com os mais velhos.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ressaltou que a ação é para garantir cada vez mais dignidade aos membros vitalícios da instituição, que são depositários de ideias, princípios e valores que definiram o novo MP a partir da promulgação da Constituição Federal em 1998. ?Depositários de uma memória, de uma ideia que ousaram burilar, ousaram difundir e que deu origem a este novo MP. Que este espaço seja de confraternização, de convivência, de celebração, mas, sobretudo, seja um espaço de resiliência dessa memória, de resistência para que ela não se dissipe?, disse.