Sistema da eleição para PGR tem integridade comprovada

Comissão eleitoral publica ata do processo

 

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), em acordo com a Procuradoria-Geral da República (PGR), promoveu a auditoria final do sistema utilizado para a votação da lista tríplice para PGR, na manhã desta quarta-feira (19). O procedimento foi feito por empresa contratada pela ANPR, especializada em tecnologia da informação, e pela Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação do MPF. A diretora de eventos da ANPR, Nathália Mariel, representou a Associação.

Durante o procedimento, foi analisada a assinatura eletrônica de votação e a checagem do lacre eletrônico que garantiu a segurança da eleição. A empresa de tecnologia e os servidores do MPF atestaram a integridade do sistema e o perfeito funcionamento durante a votação. A plataforma utilizada para formação da lista tríplice foi a mesma nas votações dos Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

 

Ata da eleição

A ata final da consulta para composição da lista tríplice para PGR foi publicada nesta sexta-feira pela comissão eleitoral, composta pelos subprocuradores-gerais da República Antônio Carlos Pessoa Lins, Sady D’Assumpção Torres Filho e Osnir Belice. No do documento, a comissão atesta a realização da eleição, sem intercorrências, e o resultado final, que teve como eleitos os subprocuradores Mário Bonsaglia, com 478 votos, e Luiza Friescheisen, com 423; e o procurador regional da República Blal Dalloul, com 422.

Confira a ata na íntegra