Comissão Julgadora | VI Prêmio República

Comissão Julgadora

Para avaliar os trabalhos inscritos, a Comissão Julgadora é composta por membros dos Três Poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário. Além do presidente da ANPR, integrarão a Comissão dois membros da Diretoria e o procurador-geral da República, um representante do Conselho Nacional do Ministério Público, um jornalista e representantes da sociedade civil legitimados para julgar as categorias reservadas a esta classe. Nas últimas edições personalidades renomadas fizeram parte do processo de análise do trabalhos inscritos.

 Joaquim Barbosa: ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Barbosa integrou a banca examinadora em 2013.

 Rodrigo Janot: procurador-geral da República, já participou de duas edições da premiação.

 Roberto Gurgel: ex-procurador-geral da República, prestigiou a primeira edição do Prêmio.

 Herman Benjamin: ministro do Superior Tribunal de Justiça, participou das duas edições do Prêmio República. Benjamin destaca a iniciativa como uma janela para valorizar a carreira e mostrar à sociedade o trabalho executado pelo Ministério Público Federal.

 Flavio Crocce: como representante do Executivo, o secretário da Reforma do Judiciário integrou a Comissão Julgadora em 2014.

 Vital do Rêgo: sensível às temáticas que envolvem o trabalho do MPF, o senador e presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Casa julgou os trabalhos da 2º edição do Prêmio.

 Cláudia Werneck: fundadora da Escola de Gente, Cláudia foi a responsável por avaliar os trabalhos de responsabilidade social.

 Caberá à Comissão Julgadora analisar e julgar as inscrições recebidas e escolher os premiados e homenageados em cada categoria, segundo os critérios de eficiência, alcance social, qualidade, criatividade e exportabilidade, originalidade, aplicabilidade, capacidade de análise crítica, reflexão e posicionamento.

 Confira alguns critérios:

 Eficiência

 Conjugação de rapidez, qualidade e efetividade na solução dos conflitos;

 Alcance Social

 Capacidade de pacificação da sociedade e produção do bem comum;

 Qualidade

 Estabelecimento de metas de desempenho na gestão no Ministério Público, nos textos apresentados por jornalistas ou na promoção de ações excelentes no âmbito da Responsabilidade Social;

 Criatividade

 Inserção de novos processos;

 Exportabilidade

 Potencial capacidade de disseminação da ação ou de um conjunto de ações.

 Originalidade

 Ações, soluções ou trabalhos inusitados, diferenciados, tanto na condução dos processos quanto na apresentação.