Prêmio República recebe 142 inscrições e define jurados

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) convidou 16 profissionais, entre integrantes dos Três Poderes e representantes da sociedade, para avaliar os 142 trabalhos inscritos no VIII Prêmio República de Valorização do Ministério Público Federal. Além de identificar e dar visibilidade à atuação dos membros do MPF, o Prêmio República estimula parcerias entre os entes que se dedicam à promoção da Justiça e à defesa do Estado Democrático de Direito.

É de responsabilidade da comissão julgadora analisar os trabalhos inscritos e escolher os finalistas e vencedores em cada categoria. A avaliação tomará por base os seguintes critérios: eficiência, alcance social, criatividade, potencial de multiplicação e complexidade.

Integrarão a comissão julgadora: a vice-presidente da ANPR, Ana Carolina Alves Araújo Roman; o diretor Financeiro da ANPR, Francisco Vollstedt Bastos; o diretor Cultural da ANPR, Pedro Antonio Machado; o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux; o procurador-geral da República, Augusto Aras; o ministro do Superior Tribunal de Justiça Herman Benjamin; o conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público Sílvio Amorim; o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG); o advogado Walter José Faiad de Moura; e o diretor médico do Hospital Pérola Byington, André Luiz Malavasi Longo de Oliveira.

Na categoria jornalismo, ficarão responsáveis por julgar os conteúdos inscritos os jornalistas Brunno Mello, âncora da Rádio CBN; Caio Junqueira, comentarista da Rede CNN; Diego Iraheta, diretor de redação do Huff Post; Felipe Recondo, sócio do site Jota; e Sônia Blota, correspondente internacional da TV Band.

A premiação ocorrerá em 22 de abril de 2020, na Procuradoria da República em São Paulo.


Imprimir   Email